Conhece o seu público-alvo? A importância da segmentação de mercado para atingir os seus potenciais clientes

Tem um negócio? Se a resposta é sim, acreditamos que já tenha definido as características do seu produto, que já tenha estabelecido uma estratégia de preço para esse mesmo produto, que já tenha pensado onde irá promovê-lo… Mas e o seu público-alvo? Já pensou atentamente sobre quais serão os consumidores que irão utilizar o seu produto? Ou seja, para quem é que o seu produto poderá ser uma mais-valia?

A identificação do target – do público-alvo – é uma fase essencial na definição da estratégia de qualquer negócio. Uma vez que a grande maioria dos produtos ou serviços não se destina à totalidade dos consumidores, torna-se fundamental perceber quais são os grupos de pessoas mais propensos a comprar o nosso produto.

Assim, a segmentação de mercado consiste na divisão dos potenciais clientes de um determinado produto ou serviço em segmentos, ou seja, em grupos cujas características são semelhantes.

Pode dizer-se que existem quatro grandes tipos de segmentação: demográfica, geográfica, psicográfica e comportamental.

1 – Segmentação demográfica

É uma forma simples de segmentação de mercado baseada em variáveis como a idade, o género, os rendimentos, a ocupação profissional, a religião, a nacionalidade, etc. É fácil perceber este tipo de segmentação se pensarmos que há produtos cujo público-alvo são as mulheres e não tanto os homens (por exemplo, produtos cosméticos e maquilhagem) ou são as crianças e não tanto os adultos (por exemplo, livros infantis e brinquedos). 

2 – Segmentação geográfica

Esta forma de segmentação divide as pessoas com base no local onde se encontram: região mundial, país, cidade, etc. Por exemplo, se uma loja física de calçado está localizada na Benedita, torna-se natural que o seu público-alvo esteja igualmente localizado nesta zona e arredores.

3 – Segmentação psicográfica

Baseia-se no estilo de vida, nos interesses e opiniões dos consumidores, bem como em aspetos da sua personalidade. Por exemplo, podemos pensar em duas pessoas que têm a mesma idade e o mesmo rendimento disponível. Porém, enquanto uma delas é mais atenta às tendências tecnológicas e tem mais interesse em comprar sempre um smartphone de última geração, a outra pode estar satisfeita com um telemóvel que possua apenas as características mais básicas.

4 – Segmentação comportamental (em relação ao produto)

Por último, este tipo de segmentação divide a população com base nos seus comportamentos em relação ao produto, nos seus padrões de utilização e no seu processo de decisão de compra. Por exemplo, ao comprarmos um eletrodoméstico, podemos focar-nos mais nos seus aspetos estéticos (podemos comprá-lo por ser mais bonito do que outro) ou nos seus aspetos funcionais (podemos preferir um que tenha um melhor desempenho energético ou que seja mais económico do que os seus semelhantes). 

A segmentação de mercado é, portanto, um aspeto importante a ter em conta na construção de qualquer negócio. Na PIS podemos ajudá-lo a encontrar o seu público-alvo, tornando-se mais fácil tornar potenciais clientes em clientes efetivos.

%d bloggers like this: