E-commerce: Já vende os seus produtos online?

É um fenómeno em crescimento na Internet e uma das grandes tendências atuais no que diz respeito aos negócios, sendo uma estratégia que muitas empresas estão a adotar para criarem ou rentabilizarem os seus negócios. Pois bem, estamos a falar do e-commerce.

O e-commerce, abreviatura do conceito inglês “electronic commerce” – ou seja, comércio eletrónico – é um modelo de negócio que consiste na venda de produtos e/ou serviços na internet.

As lojas online trazem consigo dois grandes benefícios para os consumidores. Em primeiro lugar, a conveniência, pois estão abertas 24 horas por dia, todos os dias do ano, permitindo que os consumidores não precisem de se deslocar às lojas físicas e fazendo com que qualquer compra esteja à distância de poucos cliques. Em segundo lugar, a diversificação da oferta, pois é possível encontrar muitos mais produtos e, muitas vezes, produtos exclusivos que não estão à venda nas lojas físicas.

O comércio eletrónico tem vindo a crescer em Portugal, sendo que 36% dos portugueses fez compras online no ano de 2017. Segundo um estudo realizado pela ACEPI, esse número deverá aumentar no futuro, prevendo-se que 59% dos portugueses façam compras online em 2025. Por esse motivo, o e-commerce é uma realidade que as empresas não devem ignorar.

Vantagens do e-commerce para as empresas

  • Permite ter uma loja aberta a qualquer hora e em qualquer dia do ano;
  • Promove a angariação de novos clientes que, de outra forma, não conheceriam o seu negócio;
  • Favorece a retenção de clientes, através da divulgação de ofertas, vales de desconto e campanhas exclusivas online;
  • Permite guardar informação sobre os clientes e as suas preferências, melhorando e facilitando a comunicação que se desenvolve com eles;
  • Permite expor os produtos e/ou serviços de forma organizada e acessível a qualquer cliente.

O que é preciso para ter a sua loja online?

Em primeiro lugar, é necessário definir o produto ou produtos que vão ser comercializados na loja online.

Depois disso, torna-se necessário construir o site no qual os produtos vão estar expostos para venda. Existem plataformas como a Shopify ou o PrestaShop que desenvolvem softwares a partir dos quais se torna bastante simples criar uma loja virtual.   

Em terceiro lugar, é importante definir como será feita a expedição dos produtos. É necessário identificar para onde será possível enviá-los (só para Portugal ou para qualquer país, por exemplo), que cuidados será necessário ter no envio, etc. 

Em quarto lugar, é preciso instalar métodos de pagamento na sua loja online (como o Paypal, por exemplo), uma vez que os clientes vão pagar pelos seus produtos diretamente no seu website. 

E, por último, mas não menos importante, é fundamental definir uma estratégia de comunicação com o objetivo de levar o máximo de clientes possível a conhecerem a sua loja e, idealmente, a comprarem os seus produtos.

Caso pretenda saber mais sobre o e-commerce e necessite de ajuda a este nível, não hesite em contactar a PIS – Consultoria de Marketing.

%d bloggers like this: