O Algoritmo do Facebook

A rede social criada por Mark Zuckerberg, com mais de dois biliões de utilizadores, altera com frequência o seu algoritmo.

A verdade é que tudo o que acontece nesta rede tem um porquê, e o Facebook trabalha incansavelmente para entregar a todos conteúdos relevantes e relacionados com o seu estilo de vida.

As principais características da ultima revisão do algoritmo são relativas à forma como o conteúdo é apresentado no feed de notícias de cada utilizador. Essencialmente, as publicações de amigos e familiares são privilegiadas em detrimento de conteúdos partilhados por páginas de marcas e organizações.

Segundo o fundador, num comunicado oficial, o objetivo desta alteração é garantir que “o tempo que se despende no Facebook tem qualidade. (…) o foco passa a ser ajudar o utilizador a encontrar conteúdo relevante, que o leve a ter interações sociais com mais significado”.

Como funciona o algoritmo do Facebook?

Chama-se EdgeRank e é ele quem determina tudo aquilo que é mostrado aos utilizadores a partir de factores como:

Aquilo onde coloca “gosto”;

Aquilo com que interage mais;

Aquilo que partilha;

Em que páginas deixa os seus comentários;

Os perfis e páginas que segue.

É precisamente por este algoritmo que a experiência no Facebook é sempre tão agradável. Por exemplo, se costuma gostar de determinados perfis, o EdgeRank entende que deve priorizar essas publicações para si.

É fundamental para as empresas entenderem esta dinâmica. As empresas dependem destes algoritmos para que as suas publicações atinjam o maior número de pessoas possível e é preciso que essas publicações apareçam em primeiro no feed das pessoas certas.

%d bloggers like this: