Plano de Marketing: Como Fazer e a sua Importância para as Empresas

Um plano de marketing é um documento que define a estratégia de marketing de uma empresa durante um determinado período de tempo, geralmente um ano. O propósito de um plano de marketing é servir de base para todas as ações desenvolvidas pela empresa, assegurando que estas são relevantes e adequadas para atingir os objetivos estabelecidos. 

Tipicamente, um plano de marketing deve incluir aspetos como uma análise do mercado e dos segmentos-alvo, a situação atual de marketing da empresa, os objetivos que esta pretende alcançar no futuro e as ações concretas que irão permitir alcançá-los. Escrever um plano de marketing leva os gestores a refletirem sobre quais são, concretamente, os seus objetivos de negócio e quais os passos que têm de dar para atingi-los. 

Existem vários modelos a partir dos quais é possível elaborar um plano de marketing. Propomos a seguinte estrutura composta por sete secções: 

Secção 1 – Sumário Executivo

É a primeira parte a ser lida mas a última a ser escrita. Isto porque, tal como o próprio nome indica, é um resumo das secções que se seguem. Deve ser conciso – com cerca de 3-4 parágrafos – introduzindo o leitor aos objetivos da empresa.

Secção 2 – Análise da Envolvente Externa

Compreender o ambiente no qual a empresa atua é uma parte essencial do planeamento de qualquer estratégia. Por isso, nesta secção são identificados os fatores externos que podem influenciar o desenvolvimento do negócio. Para tal, é usada frequentemente a análise PEST, que consiste em enumerar os aspetos Políticos, Económicos, Sociais e Tecnológicos que podem ter impacto no negócio da empresa.

Secção 3 – Análise Interna da Empresa

Saber em que ponto a empresa está no presente irá ajudá-lo a planear o futuro. Assim, nesta parte é feita uma análise crítica do negócio, caracterizando a sua situação atual.

Neste sentido, pode começar por fazer uma análise SWOT da empresa, sumarizando, a nível interno, as suas Forças (Strenghts) e as Fraquezas (Weaknesses) e, a nível externo, as suas Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

Depois disso, deve identificar cada um dos elementos do marketing-mix da empresa, explicando qual é o produto ou serviço disponibilizado, qual é a política de preços desenvolvida, quais os canais de distribuição e, por último, os canais de comunicação (pode saber mais sobre o marketing-mix aqui).

Por fim, deve estabelecer os seus objetivos para o período de tempo ao qual o plano de marketing se aplica. Estes objetivos devem ser SMART, ou seja, específicos, mensuráveis, alcançáveis, realistas e definidos no tempo. Por exemplo, evite objetivos como “aumentar o volume de vendas” e opte por “aumentar o volume de vendas em 10% em 2019”. 

Secção 4 – Formulação da Estratégia

É nesta secção que é definida a estratégia de marketing da empresa. Aqui devem ser identificados aspetos como o público-alvo da empresa (em termos de idade, género, localização geográfica, interesses, etc), os canais de distribuição, a forma como se desenvolve a relação com os clientes, as fontes de rendimento do negócio, os recursos e parcerias chave para o negócio da empresa e ainda a estratégia de comunicação (identificando a estratégia para os vários meios de comunicação utilizados).

Secção 5 – Definição das Ações

Trata-se de detalhar as ações concretas através das quais se pretende atingir os objetivos. Deve ser enumerada cada ação, quem dentro da empresa fica responsável pela sua concretização e quando será realizada (pode ser feito um cronograma dividido por meses ou semanas).

Secção 6 – Orçamento

Nesta parte são apontados todos os custos inerentes ao negócio da empresa: desde os custos fixos com produção, distribuição e recursos humanos, por exemplo, até aos custos com publicidade. Deve ser feita uma análise precisa de quanto está previsto gastar-se com cada um desses elementos para que seja possível avaliar, posteriormente, se o orçamento fui cumprido.

Secção 7 – Avaliação e Controlo

A última secção de um plano de marketing deve incluir uma explicação de como se pretende acompanhar e medir os resultados. É fundamental avaliar os resultados das estratégias para se perceber se os objetivos estabelecidos estão ou não a ser atingidos. 

Escrever um plano de marketing pode parecer um desafio, mas é uma ferramenta determinante para auxiliar as empresas, não só nos seus esforços de marketing, mas também nas decisões de gestão, nas políticas de recursos humanos, etc.

Na PIS podemos ajudá-lo a elaborar um plano de marketing para a sua empresa. Não hesite em contactar-nos. 

%d bloggers like this: