Redes Sociais: quais as que melhor se adaptam ao seu negócio?

As redes sociais são uma das melhores, mais eficazes e mais baratas ferramentas de marketing que as empresas têm ao seu dispor. Elas contribuem para aumentar a visibilidade e a notoriedade das empresas, para aproximá-las dos clientes, para comunicar e partilhar informações de forma fácil e rápida, para criar publicidade direcionada para um determinado público-alvo, entre outras finalidades.

Ao longo dos últimos anos foram surgindo várias redes sociais e, com tantas opções, pode ser difícil avaliar quais as mais importantes para o seu negócio (ao mesmo tempo que pode ser tentador pensar que tem de estar em todas). Então a grande questão é: quais as redes sociais que deve prioritizar e quais trarão mais retorno para o seu negócio?

Antes de escolher, existem três elementos que deve conhecer bem:

  • O seu negócio: as características da sua empresa e da sua área de negócio, os seus objetivos, o posicionamento da marca, etc.
  • O seu público-alvo: dependendo das características das pessoas que constituem o seu target (sexo, idade, localização, profissão, interesses), elas podem utilizar mais determinadas redes sociais ao invés de outras.  
  • As redes sociais: cada plataforma tem as suas particularidades (partilha de texto, de imagem ou de vídeo, recomendações, sistema de reservas, compras online, etc) e tem de entendê-las bem para que possa tirar partido delas.

Neste sentido, apresentamos algumas características das principais redes sociais e as áreas de negócio para as quais podem ser mais adequadas: 

1 – Facebook: é a rede social com mais utilizadores ativos em todo o mundo, sendo que é tendencialmente mais usada por pessoas mais velhas (o número de utilizadores jovens tem decrescido nos últimos anos). No Facebook é possível segmentar as suas comunicações por idade, género, profissão, interesses, comportamentos de compra, etc, o que lhe permite alcançar exatamente a audiência que pretende com as suas publicações.

Para quem: é mais vantajosa para empresas B2C, isto é, que disponibilizam produtos diretamente ao consumidor final. Ao mesmo tempo, pode ser útil para empresas cujo target sejam pessoas mais velhas, para atingir mercados internacionais ou pequenos nichos de mercado (através dos grupos do Facebook). 

2 – Instagram: é uma plataforma que dá primazia às imagens e aos vídeos, pelo que é importante produzir conteúdos de qualidade para se destacar nesta rede social. Ao contrário do Facebook, é maioritariamente composta por utilizadores mais jovens.

Para quem: pode ser especialmente importante para negócios que vendem produtos físicos e que vivem muito do poder da imagem (por exemplo, indústria da moda, restauração, turismo). É a rede social onde deve estar caso o seu target sejam jovens (adolescentes e millenials – pessoas nascidas entre 1981 e 1996) ou especificamente mulheres, que são estatisticamente mais ativas no Instagram do que os homens. 

3 – LinkedIn: é uma rede social voltada para o universo profissional na qual os utilizadores partilham o seu percurso académico e profissional e as empresas promovem os seus serviços, a sua cultura organizacional e oportunidades de emprego, por exemplo. É uma excelente ferramenta para alcançar uma audiência mais especializada. 

Para quem: é ideal para empresas de recrutamento ou para todas as empresas que atuem num mercado B2B (ou seja, cujo público-alvo seja empresarial e não o consumidor final).

4 – Twitter: ao contrário do Instagram, no Twitter são os conteúdos de texto que predominam, sendo possível encontrar consumidores que estão à procura de algo que a sua empresa pode oferecer (através da utilização de hashtags, por exemplo).

Para quem: tal como o Instagram, é uma rede social mais popular entre os jovens e com maior expressão em países como os EUA ou o Brasil, por exemplo. 

5 – Pinterest: o Pinterest é uma rede social na qual os utilizadores (ou utilizadoras, já que a maioria de utilizadores ativos são mulheres) procuram ideias de receitas, de conjugações de roupa e acessórios, de decoração para casa, etc. Essa procura de inspirações pode resultar, muitas vezes, numa compra efetiva.

Para quem: se o seu negócio está relacionado com alguma indústria criativa (moda, artes, alimentação, decoração, etc) ou se está mais direcionado para mulheres, então o Pinterest é uma rede social onde vai querer estar presente. 

Como vimos, cada rede social tem a sua identidade e características próprias. É fundamental perceber aquela ou aquelas que nos podem ajudar a comunicar melhor com o nosso público-alvo e a alcançar os objetivos do nosso negócio.

Contacte-nos caso pretenda desenvolver uma estratégia de Social Media Marketing para a sua empresa!

%d bloggers like this: