Remarketing: o que é e como ajuda a aumentar as conversões de uma loja online

 

Provavelmente já reparou que, depois de ter visitado um determinado website ou de ter visto um produto numa loja online, esse ou outros produtos relacionados começam a aparecer-lhe noutras pesquisas que faz e noutros websites que consulta.

Isso acontece porque a empresa do website que visitou tem configurada aquilo a que chamamos uma campanha de remarketing.

O que é o Remarketing?

O remarketing é uma estratégia de marketing aplicada em websites que vendem produtos online e que consiste em mostrar anúncios a pessoas que já visitaram previamente esse website e já demonstraram interesse nos produtos.

Sempre que entramos numa loja online e aceitamos a utilização de cookies, esse site armazena informações como os nossos dados de login, as páginas que visitámos e o nosso endereço de IP. Estas informações permitem que, mais tarde, as marcas consigam desenvolver campanhas personalizadas e específicas para cada pessoa, uma vez que podem publicitar apenas produtos semelhantes aos que nós vimos ou até aquele produto que adicionámos ao carrinho mas acabámos por não comprar.

O principal objetivo do remarketing é, então, a conversão. Uma campanha de remarketing pretende relembrar e convencer as pessoas que já demonstraram interesse no produto a voltarem ao website e a realizarem efetivamente uma compra.

O remarketing assume-se, por isso, como uma ferramenta poderosa, sobretudo se tivermos em consideração que apenas cerca de 2% das pessoas realizam uma compra logo na primeira vez que visitam um site.

Ferramentas de Remarketing

  • Motores de Busca (Google): a forma mais comum de campanhas de remarketing consiste em anúncios da rede display. Geralmente, estes anúncios exibem os produtos que vimos  anteriormente num website – ou produtos relacionados – noutra página que visitamos.
  • Redes Sociais (Facebook, Instagram): permitem também segmentar e mostrar anúncios a pessoas que visitaram um determinado site, que viram páginas de produtos mas não completaram a compra.
  • E-mail: é possível enviar e-mails personalizados a indicar, por exemplo, que o produto que a pessoa viu ainda se encontra disponível ou a oferecer um desconto especial para incentivar o cliente a realizar a compra.

Remarketing e Retargeting: Qual a diferença?

O conceito de remarketing é, muitas vezes, confundido com o conceito de retargeting, uma vez que são semelhantes e possuem o mesmo objetivo: a conversão de clientes que já interagiram previamente com a loja online.

O retargeting é usado frequentemente para descrever os anúncios online que são exibidos aos visitantes de um website em redes de terceiros, ou seja, noutros websites ou nas redes sociais como o Facebook.

Por sua vez, o remarketing refere-se a campanhas de e-mail que permitam atrair novamente os potenciais clientes para o website: por exemplo, quando um visitante adiciona um produto ao carrinho mas não termina a compra ou quando adiciona um produto aos seus favoritos. Para desenvolver campanhas de remarketing é preciso ter os e-mails dos visitantes, enquanto nas campanhas de retargeting essa não é uma condição necessária.

Tanto o retargeting como o remarketing são estratégias eficazes, sendo que uma combinação das duas pode ser uma ferramenta poderosa para aumentar as conversões de uma loja online.

O conceito de remarketing acabou por ser adotado no sentido de abranger os dois, uma vez que é a designação utilizada pelo Google para este tipo de campanhas.

Como pudemos verificar, as campanhas de remarketing podem ser um meio muito efetivo para aumentar o reconhecimento da marca junto dos potenciais clientes, para trazê-los de volta a um website e conduzi-los a uma determinada ação, nomeadamente a compra.

Na PIS podemos ajudá-lo a estruturar a sua loja online e as suas campanhas de remarketing. Não hesite em contactar-nos.

%d bloggers like this: